Terminator: um terminal turbinado

Todo webDev sabe da importância do terminal. Em Node.js, o npm está sempre lá. Em Laravel, sempre precisamos do Composer e do Artisan. O Webpack é nosso parceiro inseparável para empacotar frontend. É de lá também que se controla o Docker. E por aí vai.

No Ubuntu, o terminal está sempre acessível através das teclas Ctrl + Alt + T, independente de onde estivermos.

Quero apresentar o Terminator. Um terminal que vai ajudar bastante em suas tarefas diárias de desenvolvedor. Ele está no repositório do Ubuntu, então, pode ser instalado direto pelo apt no terminal (acredito que seja a última vez que você usa ele):

sudo apt install -y terminator

Depois da instalação, o Terminator já pega para si o atalho. Então, Ctrl + Alt + T já entra nele.

A princípio, parece a mesma coisa. mas vamos começar a configurar.

Configurando várias janelas

Ao clicar com o botão direito na janela, aparece o menu:

Para exemplificar, divida a tela horizontalmente. Depois, clique com o botão direito na parte superior da janela e divida verticalmente. Sua tela vai ficar assim:

Isso por si só já é uma vantagem e tanto sobre o terminal comum. Eu uso muito essa configuração para acessar servidores via ssh em algum dos painéis enquanto uso outro para comandos locais. O terceiro me serve para tarefas auxiliares. Clique Ctrl + Alt + X para maximizar ou restaurar o painel atual. Para mudar entre os painéis, use Ctrl + Tab e Shift + Ctrl + Tab.

Faça sua configuração como melhor lhe atender (inclusive mudacndo o tamanho da janela, se quiser) e salve assim: clique com o botão direito na tela Preferências >> Disposições >> Adicionar >> Salvar. Em seguida, clique em Fechar.

Agora a grande dica: como tornar esta a sua configuração padrão? Edite o arquivo de configuração do Terminator:

nano ~/.config/terminator/config

O arquivo deve começar assim:

[global_config]
suppress_multiple_term_dialog = True
[keybindings]
[layouts]
  [[default]]
    [[[child1]]]
      parent = window0
      profile = default
      type = Terminal
    [[[window0]]]
      parent = ""
      type = Window
  [[Nova disposição]]
    [[[child0]]]
      fullscreen = False

Exclua as linhas destacadas, que vão de [[[child1]]] até [[Nova disposição]]. Salve o arquivo (Ctrl + O Enter). A sua configuração default passa a ser a que você criou. Feche o Terminator e tente abrir novamente com o atalho Ctrl + Alt + T. Ele já deve abrir com a sua configuração.

Configurações de aparência

Existem muitas configurações que podem ser feitas no Terminator. Para exemplificar, eu uso meu terminal com o fundo transparente e gosto bastante do “preto Ubuntu”. Clique com o botão direito Preferências >> Perfis >> Cores. Desmarque “Usar cores do tema do sistema” e selecione Personalizar. Na cor do texto, escolha branco. Na cor do fundo, clique no “+” abaixo de Personalizado e digite o “preto Ubuntu”: #2C001E.

Mude para a aba “Plano de fundo”, escolha “Fundo transparente” e mova o slide para 0,90. Depois, feche a janela. O meu terminal fica assim:

Automatizando tarefas

Quando desenvolvo em Laravel com Vue eu uso muito o terminal. Fora o terminal do Visual Studio Code, eu uso várias tarefas ao mesmo tempo:

php artisan serve
php artisan queue:work -vvv
npm run watch

Minha tela do Terminator é assim:

No canto superior direito estão os três comandos que ficam rodando o tempo inteiro. As outras duas janelas eu uso para outras coisas. Estes comandos já executam quando eu abro o Terminator usando o perfil que eu criei.

Para configurar o diretório de início e o comando que cada um dos terminais vai executar, lá no arquivo de configuração você vai encontrar sempre a mesma estrutura para cada um dos terminais, que você pode configurar como quiser:

[[[terminal1]]]
  command= php artisan serve
  directory= /home/user/vhosts/caminho_do_site/
  order= 0
  parent= child5
  profile= default
  type= Terminal
  uuid= d29a5024-9a56-4009-8198-214424ef4670

Pra terminar, é uma boa ideia criar um atalho para iniciar em um determinado perfil. Nada mais é do que um arquivo texto com a extensão .desktop. Veja um exemplo:

[Desktop Entry]
Name=Terminator
Comment=Multiple terminals in one window
TryExec=terminator
Exec=terminator -l perfil_desenvolvimento
Icon=terminator
Type=Application
Categories=GNOME;GTK;Utility;TerminalEmulator;System;
StartupNotify=true
X-Ubuntu-Gettext-Domain=terminator
X-Ayatana-Desktop-Shortcuts=NewWindow;
Keywords=terminal;shell;prompt;command;commandline;
Name[pt_BR]=Terminator Dev
GenericName[pt_BR]=Terminator Dev

[NewWindow Shortcut Group]
Name=Open a New Window
Exec=terminator
TargetEnvironment=Unity

Substitua perfil_desenvolvimento pelo nome do perfil que você criou lá no início. Salve este arquivo com um nome sugestivo. Por exemplo: “Desenvolvimento.desktop”. Ele vai aparecer assim no Nautilus:

Veja mais sobre o Terminator aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *